Serviço de Endometriose do Hospital da Mulher participa, em São Paulo, de Congresso de Cirurgia Minimamente Invasiva

O Serviço de Endometriose do Hospital da Mulher esteve presente, na última semana, do Minimally Invasive Gynecologic Surgery (MIGS), em São Paulo, com representação do coordenador do Serviço Heron Cangussu e do médico especialista Paulo Vitor Soares.

O congresso levantou temas como Laparoscopia para endometriose avançada, Diagnóstico por imagem em ginecologia minimamente invasiva, Infeccão urinária e Papel dos implantes hormonais no tratamento da endometriose. Profissionais renomados de todo o mundo participaram do evento, no qual foi possível, além de discutir a temática, realizar atividades práticas.

“Retornamos bastante satisfeitos do evento, pois pudemos observar que o tratamento prestado no Hospital da Mulher, em Salvador, está nivelado com os maiores centros do país e do mundo”, assegurou o coordenador do Serviço de Endometriose, Heron Cangussu.

Endometriose

Comum a partir dos 20 anos, a endometriose é uma doença inflamatória decorrente da presença de células do endométrio fora do útero. Estas células podem ser encontradas em locais atípicos como as trompas, ovários e peritônio, o que costuma causar transtornos à vida da mulher, uma vez que causam dores intensas e até mesmo a infertilidade.

Em um serviço integrado e com infraestrutura que garante à paciente todo o acompanhamento necessário, o diagnóstico da doença pode ser realizado no Hospital da Mulher através do exame clínico, de toque ou visual, através de ultrassom transvaginal ou ainda da ressonância ou laparoscopia. Com os exames em mãos, o médico realiza um estadiamento da doença, o que permite identificar o grau de evolução e assim definir o tratamento adequado à paciente.

 

 

 

 

Fale Conosco

Rua Lucaia, Edf. Professor Jorge Novis – Sobreloja, Sala 501, n° 337, Rio Vermelho – Salvador, Bahia